Todo mundo sabe que pagar boletos pode gerar uma tremenda dor de cabeça. Não somente pelo valor gasto, mas também pela demora.

Você contrata um serviço ou tem ele suspenso por falta de pagamento, decide regularizar a situação e opta pelo boleto. O problema é que mesmo realizando o pagamento no mesmo dia, nada garante que o serviço contratado seja ativado. O motivo? O processamento pode demorar até TRÊS dias úteis.



Mas até o final de 2020, você poderá realizar pagamentos ou transferências instantaneamente e abandonar de vez os DOCs e TEDs. Pelo menos é o que afirma o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Quem realiza transferências bancárias sabe que os TEDs, até o momento, continuam sendo a opção mais rápida, pois são processados ainda no mesmo dia. Contudo, não são instantâneos. Já os DOCs, são concluídos após um dia útil.

A ideia do Pix será facilitar as transferências entre bancos usando QR Codes, para permitir as transferências e os pagamentos de forma instantânea.

Campos Neto foi questionado sobre outros detalhes do sistema, mas preferiu não responder. Ele ainda afirmou que não sabia nem se poderia ter revelado que o nome do sistema será Pix.